Eu Não Tenho Nada com Isso, Só Estou Falando

Zé Geraldo

Compositor: Carlos Thiago

Eu estou sentado na porta do edifício
Atento olhando o rosto de cada cidadão
Mas que coisa engraçada, eles parecem
ter estampado no rosto um cifrão
Eu estou sentado na porta do edifício
E como é difícil a gente poder entender
Que cada um daqueles que passam
Se consome, se arrebenta sem saber
E daí...

Mas mudando de conversa
do concreto pro guaicambú
Você já sentiu de perto a peleja de um cafuçu?
É aquele que vive lá no mato
te sustenta e permite que você escolha o seu menu
É aquele que na hora do amor
não faz um cafuné
Pois a mão calejada pode arranhar a mulher
E ao invés da gravata
o suor lhe estampa o rosto pro que der e vier
Mas e daí
Se eu não tenho nada com isso cada um sabe o que fazer
E daí...

Mas o distinto deve estar de acordo com isso tudo
O dinheiro, o carro, a sociedade
te põe cego e surdo
Mas não fique aborrecido
porque você não é o único tarado
nesse engraçado mundo
E eu continuo sentado na porta do edifício
E entendendo agora porque este mundo
é um lixo
E com vontade de mandar
todo mundo pr'aquele lugar
mas ela diz que eu ainda não posso falar
E daí?
Se eu não tenho nada com isso
Cada um sabe o que fazer

Mas salve você moço americano
Americano do hemisfério sul
Moço americano
Ouro verde sobre o azul
Moço americano
Americano do sertão
Moço meu sustento
Monumento de um chapadão

E daí?
Se eu não tenho nada com isso
cada um sabe o que fazer
E daí?

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital