Cantiga de Chuva

Zé Geraldo

Compositor: Luizão Bueno / Tavares Dias

Não demora
Já troveja
Chama o bicho e o povo
Pra festejar

Ventam fraseados de flauta em sol
É cantiga, é chuva que vem do céu

Água amiga
Lava a vida
Livra a dor, leva a aflição
Deixa a lição:

Quando feito a onda
Em seu vaivém
Caudalosa e turva
A paixão se esvai

Rogue a deus meu bem
Pelo amor que vai
Só não falte amém
Pelo amor que vem

Mesa posta
Vinho e peixe
Pão, toalha de linho

Pra comemorar
Pra rebatizar
A semente
Da bonança

E sobre os sertões
E currais gerais
Desçam temporais
Em forma de flor

Mesa posta
Vinho e peixe
Pão, toalha de linho

Pra comemorar
Pra rebatizar
A semente
Da bonança

E sobre os sertões
E currais gerais
Desçam temporais
De esperança
Em forma de flor

Chama o bicho e o povo
Pra festejar

Ventam fraseados de flauta em sol
É cantiga, é chuva que vem do céu

Rogue a deus meu bem
Pelo amor que vai
Só não falte amém
Pelo amor que vem

É cantiga, é chuva que vem do céu

Só não falte amém
Pelo amor que vem

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital