O Homem

Zé Geraldo

Compositor: Não Disponível


Tá vendo aquela indústria, moço?
Poluindo o ambiente
É uma fábrica de telhas e tijolos, em Parelhas
Que existe pra empregar
A mão-de-obra excedente
Dos saudáveis dos doentes
Das pessoas do lugar

Mas me diz um capataz
Vamos lá, trabalhe mais pra produção aumentar
Meu descanso tá perdido
De lanchar, sou impedido, dá vontade de dizer
Que essa terra é do meu pai
Que do céu um dia vai, descer e nos socorrer.

Tá vendo aquela indústria, moço?
Bem de longe a fumaçar
Chega a me dá aflição, me ver nessa condição
Dá pra ir mas sem voltar
Se eu respiro fico tonto
Se inalar já caio pronto
Estatelado no chão

Tudo que eu ganho é pouco
Meu falar já está rouco, com tanta poluição
Essa dor é muito forte, questionar o meu viver
O pensamento me arrasa
Pois nem mesmo tenho casa pra poder me recolher

Tá vendo aquele rancho, moço?
É uma casa de morar
É, eu sei que ruim parece, mas ainda faço prece
Pra um dia melhorar
Se o homem pensar mais
Na justiça e na paz
Tudo aqui vai mudar

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital