Diário de bicicleta (o dia em que encontrei Che Guevara na zona em Valadares)

Zé Geraldo

Compositor: Zé Geraldo

Eu vinha pedalando pelas ruas da zona em Valadares
De repente encontrei na esquina tomado umas
O Birú, Don Teixeira,
O Baleiro, o Crésio, o Tavares
Um homem barbudo com um cigarrinho
Que passava de mão em mão
Eu cheguei, me aproximei, tomei um trago
E falei: ô trem bão
E passei
O homem barbudo
Contava histórias de batalhas
Falava de guerras, falava de paz
“hás de endurecer sem perder a ternura jamais”

Saímos pela noite
Dançamos, bebemos, fumamos
E andamos à esmo
Por ruas esquinas e becos
E por ali mesmo
Na porta dum boteco
Um maluco cantava Raul Seixas
Com um violão sem cordas
Desfiava suas queixas
O homem barbudo tomou todas
Se encantou com uma chica
E completamente borracho
Pegou o violão e cantou

Mi querida
Pasé toda mi vida
À procura de ti
Yo soy um hombre sincero
Te quiero mucho, te quiero
Pero tengo que partir

O dia estava amanhecendo
Os raios de sol escorriam pelas ruas
Cada um de nós pegou sua bicicleta
O homem barbudo olhou sério pra mim e disse:
Agora vou falar como tu, cara
Meu nome é Che Guevara
Esqueça o seu carnaval
Vem comigo pra América Central
Fazer a revolução! Ah

O homem barbudo contava histórias de batalha
Falava de guerras, falava de paz
Hás de endurecer sem perder a ternura jamais

Saímos pela noite
Dançamos, bebemos, fumamos
E andamos à esmo
Por ruas esquinas e becos
E por ali mesmo
Na porta dum boteco
Um maluco cantava Raul Seixas
Com um violão sem cordas
Desfiava suas queixas
O homem barbudo tomou todas
Se encantou com uma chica
E completamente borracho
Pegou o violão e cantou

Mi querida
Pasé toda mi vida
À procura de ti
Yo soy um hombre sincero
Te quiero mucho, te quiero
Pero tengo que partir

O dia estava amanhecendo
Os raios de sol escorriam pelas ruas
Cada um de nós pegou sua bicicleta
O homem barbudo olhou sério pra mim e disse:
Agora vou falar como tu, cara
Meu nome é Che Guevara
Esqueça o seu carnaval
Vem comigo pra América Central
Fazer a revolução!

E eu, assustado, medroso e cagão
Falei: uai sô, vou não
uai sô, vou não
Uai Che, vou não
Aqui ta ruim mas ta bão
Tem frango com quiabo
Tem mulher bonita
Uma cachaça boa
Meu time é campeão
Vou não Che
Boa sorte Che
tchau
Uai sô, vou não.
Tchau tche
Boa sorte tche

©2003- 2018 lyrics.com.br · Aviso Legal · Política de Privacidade · Fale Conosco desenvolvido por Studio Sol Comunicação Digital